Exposição Virtual

TEMPOS VÃOS?

/ Artistas

Nelson Baskerville, Angela Fernandes e Victor Grizzo.

/ Curadoria

Ana Curioso.

Esta exposição virtual retrata três olhares distintos da mesma realidade: o ano de 2020.


Nos perguntamos, será que o ano de 2020 terá sido em vão? Todas as ações e inações, acertos e erros, medos e conquistas...


Os artistas Nelson Baskerville, Angela Fernandes e Victor Grizzo mergulharam nessa pandemia e com suas linguagens, gestos, visões e percepções expressaram em suas obras um retrato do que ainda sentem e veem. É a denúncia da pandemia, é a denúncia do desgoverno, da fragilidade e da beleza da raça humana.

/ Obras de Nelson Baskerville

A Classe
A Classe

2020 Mista sobre madeira 184x42cm

Fazedor de Anjos
Fazedor de Anjos

2020 Mista sobre madeira 180x130 cm

Imagino o Céu
Imagino o Céu

2020 Mista sobre Mdf 185x70cm

A Classe
A Classe

2020 Mista sobre madeira 184x42cm

1/5

Nelson Baskerville, que com seu estilo cômico e debochado, revela as consequências do desgoverno na população, a falta de regras, o pode-tudo e o não-pode nada, o não saber o que fazer, os desejos reprimidos postos a prova, a necessidade de uma sociedade dependente de regras para manter a ordem e os bons costumes e o que resulta dela em momentos de suspensão.


A obra de abertura desta exposição se chama “A Classe” , exatamente por conseguir sintetizar
e relatar com primazia todo esse momento que vivemos.

/ Obras de Angela Fernandes

Mundo Desgovernado
Mundo Desgovernado

2020 Colagem (Combine Painting) 50x60cm

Descaso
Descaso

Acrílica, Colagem, Madeira e Linha sobre Tela, (Combine Painting). 50x60cm

Fragmentos II
Fragmentos II

2020 Acrílica Sobre Tela 100x120cm

Mundo Desgovernado
Mundo Desgovernado

2020 Colagem (Combine Painting) 50x60cm

1/5

Angela Fernandes, escancara a verdade e a realidade nas obras "Mundo Desgovernado", "Descaso" e "Miséria no Brasil", mas também nos induz a reflexão através da potência do desconhecido em suas obras "Fragmentos I" e "Fragmentos II", representando a força oculta que paira sobre todos nós neste momento, a desmaterialização do que construímos e a materialização em algo potente, mas ainda desconhecido.
 

As obras da Angela nos revela os bastidores e as consequências de um mundo e de mentes impotentes, repletas de contradições e medos, erros, incertezas, sofrimentos e angústias das minorias que se tornaram maioria nesse período sem respostas nem direções.

/ Obras de Victor Grizzo

Taxidermia em Espera
Taxidermia em Espera

2020 Aquarela e lápis de cor sobre o papel algodão, tecido, agulhas e linhas 42x29

Fragilidade em Taxidermia
Fragilidade em Taxidermia

2020 80x56x3 Grafite, aquarela, agulhas e linhas sobre o papel algodão

Fragilidade em Taxidermia II
Fragilidade em Taxidermia II

2020 42x29,7 Grafite, aquarela, linhas e agulhas sobre o papel algodão

Taxidermia em Espera
Taxidermia em Espera

2020 Aquarela e lápis de cor sobre o papel algodão, tecido, agulhas e linhas 42x29

1/5

Para finalizar nos deparamos com a sutileza revelada por Victor Grizzo em suas obras que exprimem a dor e a paz da finitude. O momento que todos nós tememos e ansiamos ao mesmo tempo, como o auge da liberdade, o momento último, solitário e pleno, carregando toda a força que nos habitou nesta vida, mas que não suportou e sucumbiu, deixando a beleza sublime de nossa imagem final. As obras do Victor conseguem aflorar pensamentos e sentimentos da beleza e da dignidade do fim.
 

Assim como no poema de Gore Vidal, Victor consegue a proeza de nos mostrar que “... A ave é vôo, poesia, vida. A ave é tempo, morte...